VEJA NOSSAS ESPECIALIZAÇÕES

VEJA NOSSAS ESPECIALIZAÇÕES

Qualidade e excelência nos atendimentos

CONSULTAS E EXAMES DE ROTINA DENTÍSTICA RESTAURADORA E ESTÉTICA ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES IMPLANTES DENTÁRIOS ENDODONTIA PERIODONTIA PRÓTESES CIRURGIA
Saraiva Odontologia

Consultas e Exames de Rotina

Profilaxia

É a limpeza dentária feita por um cirurgião dentista. Ela se difere da limpeza diária porque é feita com materiais e produtos específicos, encontrados apenas nos consultórios odontológicos.

Além disso, o profissional higieniza individualmente cada dente e a parte mais interna e profunda da gengiva, o que a torna mais completa, detalhada e refinada e, por isso, tão procurada por quem quer manter a boca saudável e limpa.

Objetivo

O objetivo da profilaxia é manter a boca saudável e evitar riscos de doenças periodontais e bucais, como gengivites e cáries.

Um segundo objetivo da limpeza feita por um dentista é justamente o acompanhamento profissional. Suspeitas de cáries ou próteses mal adaptadas, por exemplo, seriam prontamente resolvidas.

Como é feita?

Os procedimentos mais comuns feitos na profilaxia são:

• Raspagem

É sempre a primeira etapa da profilaxia.

Uma vez que não é possível remover tártaro apenas com escova e fio dental, o profissional usará um aparelho chamado ultrassom ou instrumentos de curetas para fazer a raspagem e remoção destes tártaros.

• Jateamento

Quando necessária, é feito logo após a raspagem.

A profilaxia poderá ser fortificada com o uso de um jato com bicarbonato de sódio, que tem como função a remoção de placa bacteriana e do tártaro; e também de polimento e proteção do dente.

• Escovação completa

Caso o profissional ainda ache necessário, uma escovação completa será feita com uma escova parecida com escovas elétricas, só que profissionais, mais a utilização de uma pasta dental também encontrada apenas em consultórios odontológicos e uso de fio dental.

• Flúor

A aplicação de flúor é o último procedimento. Tem como função manter o frescor da boca e devolver minerais, além de fortificar os dentes.

Com que frequência deve ser feita?

A frequência da profilaxia varia dependendo de cada caso. O mais comum é que seja feita de seis em seis meses.

Em casos que o dentista perceba um maior acúmulo de placa bacteriana e tártaro, poderá ser indicada uma frequência maior: de três em três meses, por exemplo. E em casos opostos, a profilaxia poderá ser feita uma vez por ano apenas.